Tire isto da minha frente, por favor!

Toda vez que preciso entrar em algum grande portal que ainda utiliza propaganda no formato pop-up (aquelas janelinhas que pulam na frente da tela e ficam passeando de forma irritante) fico me perguntando: por que cargas d'água alguém pagaria pra ser chato? Será assim tão difícil pras empresas perceberem que as malditas pop-up são, disparado, o mais rejeitado e inconveniente formato de propaganda via Web?

Existe aquele velho pensamento de que o importante é fixar a marca, seja como for. Em outras palavras: "fale mal, mas fale de mim". Não tenho pesquisas para balizar minha opinião sobre o tema, mas o forte sentimento que tenho a respeito, baseado em experiência pessoal e em conversas com muitas pessoas, me diz que este pensamento só atinge o efeito desejado por um curto período de tempo. Me parece haver cada vez mais uma relação muito estreita entre o grau de aceitação de um determinado produto ou serviço e a forma como ele é divulgado. Ou seja, se o consumidor rejeita a forma da propaganda (mesmo que não rejeite o conteúdo, a mensagem da propaganda) logo passará a rejeitar o produto/marca.

O caso das pop-ups são ainda piores, pois na melhor das hipóteses, para o anunciante, o consumidor vai fechar rapidamente a janela, sem nem mesmo prestar qualquer atenção ao que está sendo divulgado ali. Ou seja, o melhor que pode acontecer é o cara jogar dinheiro fora. Mas há o risco de, como dito acima, o consumidor prestar bem atenção na janelinha chata, para NÃO comprar nunca aquele produto.

Me diz aí: você já clicou em alguma pop-up?

Grande abraço,

Marcelo Oliveira

2 comentários:

Ana Maria Bueno disse...

Nunca!

Marcelo Oliveira disse...

Pois é, Ana! Não conheço ninguém que tenha clicado numa maldita pop-up pra comprar algo.

Obrigado pela participação!

Marcelo Oliveira

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.
Ocorreu um erro neste gadget

Nossos amigos

Arquivo do blog